Blog

Conheça a técnica Karakami

Olá, amigos do Misaki. Hoje vamos continuar nossos posts especiais sobre cultura japonesa e escolhemos falar de uma técnica de impressão super interessante: o Karakami, que já carrega uma tradição de mais de mil anos. Vamos conferir?


blog-misaki-karakami-dois


O Karakami tem origem chinesa e foi trazida ao Japão durante o período Nara. Trata-se de uma arte artesanal, que ainda está muito presente nas casas japonesas atuais. Quem já visitou uma delas, deve ter reparado nos desenhos decorativos impressos em portas de correr, luminárias ou papéis de parede. Esta é a técnica de que falamos hoje.


Assim como o Origami, o Karakami é uma das mais famosas artes com papel na cultura japonesa, sendo muito usada por aristocratas no período Heian para escrever poemas, seja utilizando papel, pigmentos ou xilogravuras. Somente no período Edo é que a arte se popularizou, tornando-se acessível para a maioria da população.


blog-misaki-karakami


Para reproduzir a técnica, é preciso de uma escultura de impressão , feita de um tipo específico de madeira chamado Magnólia Obovata. O tamanho do bloco de madeira varia de acordo com o tamanho do papel. Os materiais de coloração são adicionados à sua superfície, de modo que o projeto com os padrões específicos sejam copiados para o papel.


O verso do papel é friccionado com a palma da mão, o que dá um aparência suave, fazendo com que pareçam realmente impressos ao invés de estampados. Outra característica marcante são os pigmentos que deixam um efeito de brilho aos desenhos, especialmente quando expostos à luz.


E então, gostou de conhecer o Karakami? Continue acompanhando nosso blog que falaremos muito mais sobre cultura japonesa por aqui. Até a próxima.


Fonte: Japão em Foco


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>