Blog

CULTURA JAPONESA: CONHEÇA O TEATRO KABUKI

Que tal conhecer mais sobre a fascinante cultura do Japão? Junto com as gueixas, o tradicional Teatro Kabuki também é uma das célebres manifestações culturais japonesas. No post de hoje, vamos saber mais sobre a história dessa arte. Confira!

O Kabuki é uma modalidade de teatro que se originou a partir do final do século XVI por Izumo no Okuni. No real sentido da palavra, Kabuki significa canto, dança e habilidade, sendo popularmente dito como a arte do canto e da dança. Em 1629, foi proibido pelo governo pelo fato dos atores fazerem imitações caricatas da religião através de danças sensuais.

kabu

Uma característica marcante dessa espécie de teatro é a beleza do espetáculo e a inexistência de atrizes, já que somente pessoas do sexo masculino participam e encenam qualquer papel, inclusive femininos.  Outro traço forte é o repertório extenso e acumulativo dos espetáculos.

Os palcos utilizados para as apresentações são mais baixos e mais largos que os palcos convencionais e as cortinas são feitas em algodão vermelho ou verde com preto. A música se faz presente em todo o momento, pois até mesmo na hora dos monólogos utilizam a música de fundo.

kabu3

Chikamatsu Mozaemon foi um dos primeiros dramaturgos a escrever textos profissionais para o Kabuki. Tornou-se popular por seus trabalhos influentes, tendo mais destaque o Sonezaki Shinju, ou Os Suicídios de amor em Sonezaki.

kabu2

Enquanto permanece fiel às suas raízes tradicionais, tanto na encenação de peças quanto na rígida hierarquia das famílias atuantes que definiam o mundo kabuki, hoje em dia ele é uma parte vigorosa e integral da indústria de entretenimento japonesa. As estrelas do kabuki são algumas das celebridades mais conhecidas do Japão, aparecendo com frequência tanto em papéis modernos como tradicionais na televisão e em filmes ou peças.

Continue ligado em nosso blog e fique por dentro do melhor conteúdo para os amantes do Japão. Siga-nos nas redes sociais:  Facebook e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>